Usei Violeta Genciana (Com fotos)

Oi amiga poderosa (amigo poderoso), como está? Hoje No Dicas Para O Cabelo, falo sobre Violeta Genciana (VG). Quer saber sobre o que penso sobre esse queridinho de muitas loiras? Então, vem comigo!
Todas as dicas sobre como remover o álcool do VG, eu usei. Deixei por três dias aberto para o álcool evaporar e também coloquei em Banho Maria para ajudar na evaporação do álcool.
Para quem não sabe, o álcool que é utilizado no VG, não é o mesmo tipo de álcool utilizado em alguns produtos para cabelo e o VG não é produto capilar, portanto, é importantíssimo remover o álcool do VG, para evitar que o cabelo resseque.

Eu usei o VG por dois meses, uma vez por semana. Como o meu cabelo não tinha (agora tem) pigmento, ou seja, descolori e não depositei coloração permanente nele, o meu cabelo oxidava muito rápido. Cabelo descolorido e sem coloração permanente oxida (amarela) muito rápido, então, as louras que não usam coloração após descolorir, são obrigadas a usarem desamareladores semanalmente.

Como se usa VG:
  • Uma gota de VG (é o suficiente);
  • Quatro colheres de sopa de máscara capilar branca;
  • Luvas (VG mancha, para retirar é uÓ);
  • Capa, roupa velha ou saco de lixo grande cortado para usar como capa.
Misture bem. Aplique mecha a mecha desde a nuca até chegar ao topo. Após aplicar, não coloque touca e não prenda o cabelo. O resultado dependendo do tom do seu cabelo é muito rápido. O correto é aplicar mecha a mecha se olhando no espelho, pois não existe tempo certo, o que determina é o “olhômetro”.

Dica: Se você tem medo de fazer errado e ficar com cabelo cor de pelo de rato, passe o preparo na mecha, massageie (enluvar) a mecha até achar que já está ok e enxágue. Faça isso mecha por mecha. É assim que eu faço quando eu uso desamareladores nos meus clientes. Obs.: Não uso VG nos meus clientes. Também faço isso quando uso matizadores nos clientes. Desamarelador não é a mesma coisa que matizador, eu já falei isso aqui no blog. Fazendo uma mecha de cada vez, evita qualquer problema. Se mesmo assim, o cabelo ficar com cor de pelo de rato, não se desespere! Esse preparo com VG não possui amônia, nem oxidante, então, com muita calma basta usar shampoo hidratante para remover, dando atenção mecha por mecha. Passar shampoo no cabelo e esfregar na cabeça não resolve, o certo é passar o shampoo mecha por mecha. O VG vai sair sem precisar de shampoo antiresíduos, shampoozada, etc.

O que eu achei (com fotos):

Como eu disse acima, usei por dois meses, uma vez por semana. Eu sinceramente detestei e não recomendo VG para ninguém. Na foto abaixo, eu mostro o meu cabelo como era antes de ficar loura; o meu cabelo já louro usando VG e o meu cabelo depois que parei de usar VG e comecei a tratá-lo (ainda trato) com máscaras de hidratações potentes. Eu sempre usava meu cabelo de cobaia quando via algo novo na Internet. Depois nessa nunca mais! Sempre usei e continuarei usando matizador no meu cabelo. Fica a dica!


O meu cabelo, como pode ver na foto do meio, ficou ressecado e bastante volumoso. Meu cabelo ficou parecendo vassoura, af!

Eu havia colocado aqui nessa resenha, um link onde falava coisas horríveis sobre VG, eu cheguei a resumir aqui no blog o que eu havia lido, mas esses dias eu descobri que o site retirou a página que falava sobre VG do ar e também removeu os arquivos em pdf onde explicava bastante coisa sobre, então, sem provas do que eu havia lido, eu resolvi retirar o link e o resumo que eu havia feito aqui. Uma pena! Pois o site é de uma empresa bastante séria! Não entendi a remoção da página e dos arquivos.

Eu espero que tenha gostado da resenha de hoje aqui no Dicas Para O Cabelo :)

Atenção! Todas as resenhas que eu faço são baseadas nas minhas experiências, portanto, o fato de um produto ter dado certo comigo, não significa que dará certo com você ou vice versa, por isso, é natural que algumas pessoas gostem dos produtos e outras não.